Fique por dentro

Artigos

O que é inadimplência e como ela pode atrapalhar seu negócio?

CAIXA CRESCER

Publicado em: 29/05/2015 09h45 - Atualizado em 29/05/2015 09h59

Qual o comerciante que nunca recebeu um cheque sem fundos? Tal como uma pedra no sapato, o cheque sem fundos e a inadimplência sempre foram e, infelizmente, continuarão sendo um duro golpe nas contas de qualquer negócio. No entanto, quando se fala em atraso ou falta de pagamento, raramente o empreendedor olha para si mesmo e dificilmente calcula os danos que esse mau comportamento pode causar para o próprio negócio.

De acordo com levantamento realizado no final do ano passado pela Serasa Experian, de um total de sete milhões de empresas brasileiras, 3,6 milhões tinham dívidas em atraso. Dessas, 91% são pequenas e médias. Esses dados também servem de alerta para os empreendedores individuais. Afinal, a grande maioria dos empreendedores deseja crescer, e a inadimplência ou atrasos nos pagamentos os levam para o caminho oposto. “Isso faz com que o empresário vá buscar recursos nas instituições financeiras, nas factorings, criando dificuldade para o seu fluxo de caixa”, afirma o documento. O aumento de custos e a queda no consumo foram os deflagradores da situação financeira complicada dos empresários, na avaliação da Serasa.

Em resumo, o que acontece é um efeito dominó: com a economia em desaceleração, os negócios não avançam. Com isso, pode haver uma dificuldade para honrar compromissos com os fornecedores. A propósito, pequenos atrasos em faturas ou em pagamentos de parcelas também são formas de inadimplência e prejudicam a boa gestão do negócio, pois podem representar um custo muito alto, desregulando completamente o fluxo de caixa.

Se esse é o seu caso, é hora de parar e apertar o cinto. Quando a empresa começa a atrasar suas contas e a dever para bancos e fornecedores essenciais ao negócio, geralmente está em uma situação bem complicada, porque fica sem crédito. Especialistas recomendam que o pequeno empresário pare e faça um planejamento financeiro para quitar os débitos. Aliás, quem está no azul também deve fazer o mesmo com o objetivo de evitar esse tipo de dificuldade. A renegociação de dívidas, para ajustar o fluxo de caixa, é o que as empresas devem fazer em primeiro lugar quando estão inadimplentes. A renegociação dos débitos em atraso é sempre bem-vinda para o devedor e para o credor.

Os empreendedores individuais que estão em situação de inadimplência enfrentam um problema semelhante ao dos consumidores: a falta de planejamento, ou seja, a boa gestão de receitas e despesas, considerando ainda uma poupança para imprevistos. Para resolver isso, não existe receita mágica. É preciso ter um planejamento financeiro. Reduzir os gastos e ter uma reserva de emergência para períodos de baixa nos negócios. Caso não tenha saída e precise buscar um financiamento, pesquise as melhores opções para o seu negócio. Lembre-se: são as "pequenas coisas", como o pagamento de faturas em dia, o fato de se honrar os compromissos assumidos, que constroem uma boa gestão e uma boa imagem do seu negócio.

Nossos Parceiros

Sede CAIXA CRESCER: SAS Quadra 04 Lotes 9/10 Ed. Victoria Office Tower Sala 1301 Brasília / DF 70070-938 Fone: (61) 3246-4300